TRABALHOS VOLUNTARIOS

 

"Quando o trabalhador converte o trabalho em alegria, 

o trabalho se transforma na alegria do trabalhador." (A. Luiz)

 

Você pode nos ajudar atuando com apenas 1 hora por semana. Pense nisso ...

 

Que tal tornar-se  voluntario?  Existem muitos que pensam em ser voluntarios, não sabem como, onde,  ... ou  logo desistem.

 

Alguns, porque o desejo é muito fraco. É só uma chama que surge de repente e depressa se apaga. Outros, porque não sabem por onde começar.

 

Contudo, voluntários são bem-vindos em toda parte.Você pode ser voluntario na área de lazer em asilos ou casas de repouso. Quantos doentes em recuperação e idosos sem carinho ficam ali, olhando as horas passar intermináveis, longas, dolorosas.

 

Você pode dispor de algumas horas, uma ou mais vezes na semana, para estar com eles e realizar algum lazer. Pode levar a passear aqueles que conseguem caminhar, pode lhes exercitar a mente com um jogo recreativo. Ou simplesmente, ouvir e conversar. Quase sempre, mais ouvir, porque eles têm muitas e longas historias de suas experiências para contar. E raramente encontram alguém que os escute.

 

Se você sabe fazer algum trabalho manual, pode se dispor a ensinar esses que têm tantas horas vazias. Assim, não somente eles se sentirão úteis, como também produzirão utilidades para outros, colaborando ainda com a propria instituição em que se encontram.

 

Afinal, recursos monetarios sempre faltam em todo lugar. Você pode ser voluntário em creches, centros de saúde, escolas, prisões. Tudo depende das preferencias e das habilidades de que disponha. Do tempo que deseje ocupar. Da cota de amor que deseje ofertar.
Você pode servir em instituições religiosas que atendam aos carentes. Se é mãe, pode repassar as suas experiencias de educadora, falando a outras mães do quanto é valioso ensinar a um pequenino os conceitos da dignidade, da honestidade.
Ensinar como um bebê deve ser acarinhado e como é mais importante um beijo e um abraço de mãe do que muito medicamento.
Você pode ser voluntario na assistencia social. Não espere que venham bater à sua porta e rogar auxilio. Busque os irmãos necessitados e ajude como puder. Você pode ser voluntario na propaganda do bem.

 

Não aguarde a riqueza para divulgar os princípios da sua fé. Verifique, desde já, os livros, folhetos, jornais, que estão guardados em sua casa.
Comece a distribuí-los a quem se encontra em desânimo.

 

Seja voluntario, onde você estiver e seja feliz!